Fools

"Normalmente um depressivo sente uma culpa atroz por sentir o que sente, por pensar o que pensa. E tenta incorporar no seu discurso algum otimismo, alguma positividade."

Jah fiz mto isso. E ainda faço pq acho mesmo que o positivo atrai positivo e o negativo atrai negativo. Mas aqui eu vou contar os detalhes sórdidos do meu eu mais obscuro. Vou escrever o que sinto sobre essa porcaria de doença que me ronda no momento.

Parcialmente retirado do blog: depressaodepre.blogspot

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Começar de novo, de novo e de novo, até CONSEGUIR.

"AMAI-VOS E INSTRUÍ-VOS (livro de Carlos Bacelli e Inácio Ferreira)"

Galera, sumi. Eu sei. A piracao tomou conta de mim. Me desculpem.

Gostaria de comentar um episódio com vcs:

Estava discutindo sobre algo tolo com minha esposa, eu mantendo a calma e ela me cutucando.... e eu pedindo, pf vamos parar c essa briga, até que cheguei no meu limite. Simplesmente minha visao ficou turva e distorcida e minha mente soh pensava em uma coisa (pega a faca, pega a faca, se machuca, se machuca). 

Foi tudo muito rápido e muito louco, como se alguem estivesse no ouvido fazendo zumbidos, me tirando de mim. Essa foi a sensacao pra mim.

Levantei calmamente do sofa sem dar uma palavra e me direcionei ateh a cozinha, Peguei uma faca com cerdas e comecei a cortar os pulsos, nao para me matar - nao era isso que estaca na minha mente. Minha mente me dizia pra eu me machucar forte... Cortei, cortei, cerrei, cerrei, como se abre um pao frances pela manha... E de repente a dor me fez acordar. Me vi ali na cozinha, com a faca nao mao, os pulsos arranhados, cortados, doendo... E desabei em choro...

No dia seguinte, tinha consulta marcada com o psiq. Contei tudo a ele, trocou os medicamentes. Meus medicamentos sao todos com dose baixa, como para crianca. E confio e respeito o julgamento dele. 

Nesses meses de ausencia, tive mais decepcoes, financeiras e emocionais, que me rasgaram....

Mas como alguns já leram aqui eu tem um lado espiritual... Entao no meu caso, estou convencido de que nao basta tao somente meus remedios, visita ao psiq, terapia ja tentei, nao muda nada.

Entao resolvi cuidar da minha parte espiritual tb. Nunca escondi de ninguem que gosto muito dos livros do Chico Xavier e da doutrina de Kardec. Estou estudando novamente a doutrina espírita e frequentando uma seara, um grupo. Comecei ontem. Quero e vou me comprometer com isso.

Independentemente de sua crença religiosa, recomendo, aconselho, sugiro que cada pessoa frequentadora desse blog, procure sua fé em algum lugar dentro de si e estude, estude de acordo com a sua crença porque vc está passando por isso. 

Na minha opiniao leiga, meus remedios sao mto importantes, mas espero que cuidando da minha saúde física, mental e psicossomática eu melhore.

Resta saber qto tempo demorará.

obs: pensei em apagar o blog ou mudar o layout - mto dark - mas nao o farei, pois nao quero esquecer nenhum relato meu ou de vcs por aqui. Isso me ajudara no futuro, de alguma forma, eu sei.

Toda minha experiencia de vida servirá para algo, talvez ajudar alguém, talvez me ajudar, ou a minha familia, ou para o auto conhecimento, enfim, sinceramente nao sei! Mas tenho cteza de que entenderei melhor no futuro.

Darei mais noticias em breve...

Um beijo e um abraço - 

"A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORRE."


9 comentários:

  1. Rufussss!!

    Tava preocupada contigo. Fico triste pelo que te aconteceu, mas feliz porque vc tá tentando uma forma de sair dessa.

    Não suma, tá?

    bjos!

    borderline-girl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Rufus,
    Vi seu comentário no blog da Eilan e vi espiar rs.
    Tbm fiquei triste pelo episódio que se passou com vc, mas entendo como é.
    Só quero dizer que aconteça o que acontecer, continue indo em frente. Remédios, terapia, espiritualidade tudo isso é importante e ajuda muito. Mas o mais importante é você nunca desistir de você mesmo.

    Fica bem,
    Bjs
    http://bloggdafabi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. O Sentimento de morte me permeia. A cada dia eu tento um novo passo, o fato é que desses pequenos passos nunca se forma um caminho, ficam perdidos a esmo, a depressão é artinhosa, de agarra de tantas formas, forma um nó na sua vida que você simplesmente não acha a ponta e se rende ao emaranhado. Te convido a acompanhar meu blog, onde escrevo de forma bem cura e orgânica sobre um sentimento depressivo que me segue pela vida, ficaria satisfeito de contar com sua leitura, uma vez que me enxergo em muita coisa do que você escreve! Marcus. http://daysofdespondence.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Rufus,
    também sei que a vida não é fácil. Também criei um blog. Peço licença para divulgá-lo a você e aos seus leitores: http://ocompanheirodeviagem.blogspot.com.br/
    Dêem um pulo lá!
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Rufus,
    ontem conheci o seu blog, hoje escrevo sobre o que refleti a respeito desse momento da sua vida. Em primeiro lugar, você é uma pessoa consciente da sua instabilidade emocional. E essa já é uma característica promissora. Em segundo lugar, você não apenas demonstra capacidade de racionalização, como também iniciativa, o que também é uma grande diferença em relação às pessoas que sabem o que precisam fazer para melhorar mas não conseguem agir.
    Então, já que você reconhece a necessidade de mudanças e tem estratégias para promovê-las (como frequentar uma casa espírita, não interromper a medicação, etc.), acho que agora é ter paciência, porque o verdadeiro aprendizado acontece na hora em que ele é necessário. Se você sentir que vai perder a cabeça mais uma vez, tente agir de uma forma diferente: sair de casa para dar uma volta, colocar uma música, pedir que a sua esposa lhe dê um abraço, abraçá-la, fazer algo que você gosta (no meu caso funciona nadar). E algo que me ajuda muito é escrever nas horas difíceis. Não digo que escreva no blog, mas escrever livremente num papel em branco. Se não tiver nada em mente, se a caneta não se mover, tente listar os melhores dias da sua vida, os motivos para viver, o que você gostaria de fazer no futuro, quando os seus problemas atuais estiverem superados. A atitude mental positiva é essencial para sentir as coisas de uma forma mais leve. É preciso se lembrar sempre das coisas que nos fazem bem.
    E sobre o layout do blog, que você pensou em mudar, eu acho que seria muito positivo mudar a cor preta que, ao longo do tempo, você associou aos seus momentos difíceis. As cores também têm diferentes vibrações, e às vezes precisamos de cores novas na nossa vida. Quando convivemos por muito tempo com sentimentos negativos passa a ser difícil se desapegar deles, e exatamente por isso necessário fazê-lo...
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. N. Sei mais Oque faço. A lamina. Me precura. Queria. Alquem só pra conversa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc pode falar comigo tá
      Eu mim sinto só gostaria muito ter uma amiga

      Excluir
  7. Também gostaria de alguém pra conversar. Não pra saber da minha vida e sim pra falar comigo

    ResponderExcluir
  8. Bom... posso dizer que td vai melhorar mas iria estar contando uma mentira! Estamos com vc, seja quem vc for atras de um computador ou celular

    ResponderExcluir